12 de março de 2009

As tangas do Ricardo (75)

Ontem de manhã, o Ricardo resolveu (salvo erro, pela primeira vez desde que o tem) que ia levar o seu chapéu do Sporting para a escola. Fez furor!

Post-scriptum
Sou sportinguista desde que me lembro. Sou, no entanto, um sportinguista não-praticante: não vou ao estádio, não fico deprimido quando perdemos com o Celta de Vigo, perdão, com o Bayern de Munique, e não rejubilo quando ganhamos. Acho, ainda assim, que o Sporting é um clube com uma personalidade própria, que em média demonstra mais vontade de jogar e de dar espectáculo do que alguns dos seus rivais mais relevantes.
Quanto à conversa sobre o elitismo de ser do Sporting, é uma conversa caduca e sem sentido. Diria mesmo que é uma conversa que cheira a "As tangas do Ricardo (74)". Se eu gostasse de quem faz papéis de vítima, apoiava o Sócrates.
Assim sendo, nunca pressionei o Ricardo e a Carolina para serem do Sporting. Não me choca que outros o façam, mas eu de facto não o faço. O Ricardo tem um chapéu do Sporting, mas não fui eu quem lho deu.
Na 2a feira à noite, não vi o massacre dos 7-1 porque nem me lembrei de tal!

4 comentários:

HerrPedro disse...

bem, ao menos és coerente.. nao ligas MESMO!

só porque o espetáculo foi na 3a :)

JTS disse...

Todos nós nos deparamos em vários momentos da vida com o dilema de, quando nos oferecem uma prenda de que não gostamos mesmo nada, termos de fazer cara de quem gostou. Dei por mim a imaginar o esforço que o Ricardo não fez quando lhe ofereceram o chapéu.... Coitado! Não deviam traumatizar assim as crianças! Não admira que o rapaz tivesse servido a vingança fria, e se lembrasse de se passear com o chapéu, no dia em que mais doia... ))

Aves Raras disse...

Conforme referi no post, "não me choca que outros o façam" e, mais à frente, "eu de facto não o faço".

A última vez que o Sporting me causou dor foi em 2004, quando os meus impostos foram usados para pagar o novo estádio. Esse, e os outros 9, claro.

Alice disse...

Passo a explicar: O Ricardo foi comigo às compras perguntou se eu lhe podia comprar aquele chapéu...olhei e vi que era do Sporting, expliquei-lhe e ele insistiu que gostava de o ter e eu que até sou do FCP pensei... porque não?!
Foi ele que o escolheu!