21 de janeiro de 2007

Dissociative Identity Disorder - 1

Esta coisa de um dia ser procuradora-adjunta, outro ser cidadã, é algo de muito estranho. Felizmente, com a Internet, o diagnóstico é fácil: Dissociative Identity Disorder. Do ponto de vista desta doença, a classe política é um "grupo de risco" - muitos sofrem deste padecimento.
Se isto continua assim, qualquer dia temos políticos que falam de si próprios da terceira pessoa, tipo jogador de futebol...

2 comentários:

Gonçalinho disse...

A Antiguidade já nos deu políticos a falar de si na 3ª pessoa, até do plural! Diz-se que os Césares Romanos se referiam a si sempre na 3ª do plural. (ou será só nos filmes...?)

Aves Raras disse...

3a do Plural? Eles? Isso é verdadeiramente bizarro. Na primeira do plural, conhecia - o chamado plural magestático. Não será isso?