7 de junho de 2009

Votos de um bom voto




Hoje é dia de eleições para o Parlamento Europeu.
Vamos pois votar nos nossos representantes na Europa.
Ora da última vez que elegemos representantes a nível nacional, estes decidiram que não devíamos votar o tratado europeu.
Esta é só uma das muitas razões pelas quais faz sentido votar em branco.
Como uma imagem vale mais que mil palavras, aqui fica também uma mensagem subliminar.

5 comentários:

MT disse...

Tenho cá a impressão que desta vez será a cor a vencer as eleições. Ou pelo menos a ser mais votada que muitos candidatos. Eu gostava que assim o fosse.

JTS disse...

Meus caros, se soubessem como nas contagens, um voto em branco se transforma facilmente.....

HerrPedro disse...

voltei de férias e por isso só hoje estou a fazer o "ketchup".

bolas JTS, essa é muito bem vista... mas, por outro lado... também se transformam os outros :)

Aves Raras disse...

Parece-me mais fácil acrescentar uma segunda cruz, ou rasgar um bocado do boletim, do que acrescentar uma cruz numa folha, digamos, virginal.
Nesse sentido, tenho visto muita gente defender o voto nulo, só que o voto nulo pode ser um acidente.
Mas é, para mim, indiferente.
Se eu tivesse esperança de que um voto mais aqui ou mais ali fazia diferença, para bem ou para o mal, então não votava em branco, certo?
Palavras para quê... Ser-se cínimo é uma cruz...

Aves Raras disse...

Parece-me mais fácil acrescentar uma segunda cruz, ou rasgar um bocado do boletim, do que acrescentar uma cruz numa folha, digamos, virginal.
Nesse sentido, tenho visto muita gente defender o voto nulo, só que o voto nulo pode ser um acidente.
Mas é, para mim, indiferente.
Se eu tivesse esperança de que um voto mais aqui ou mais ali fazia diferença, para bem ou para o mal, então não votava em branco, certo?
Palavras para quê... Ser-se cínimo é uma cruz...